LOGIN / Acesse o sistema

Esqueceu sua senha? Redefina aqui.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

REDEFINIR SENHA

Insira o endereço de email associado à sua conta que enviaremos um link de redefinição de senha para você.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

Comitês Comitê de Mecânica dos Sólidos

Comitê de Mecânica dos Sólidos

Área: Mecânica dos Sólidos

Data de Criação: 2004

Comitê Executivo Atual/Mandato: 2015-2017

Pablo Andrés Muñoz-Rojas (secretário) – UDESC – [email protected]

Edgar Nobuo Mamiya – UnB – [email protected]

Marcílio Alves – USP – [email protected]

Antônio Ferreira Ávila - UFMG - [email protected]

 

Principais atividades:

Nossa principal atividade é a realização do MecSol, que já teve as versões de 2007,

2009, 2011, 2013, 2015 e terá a de 2017 organizada pelo Prof . Pablo Muñoz – UDESC

O comitê também dá apoio aos congressos da ABCM, notadamente o COBEM e o

CONEM, e o secretário do comitê se torna coordenador da parte de mecânica dos

sólidos destes eventos, lidando com a revisão dos artigos, etc.

No MecSol em 2017 será renovado o comitê executivo.

 

Breve descrição do MecSol

O comitê de mecânica dos sólidos da ABCM tem organizado, a cada dois anos, uma

edição do International Symposium on Solid Mechanics, MecSol. As edições passadas

ocorreram em São Paulo (2007), Rio de Janeiro (209), Florianópolis (2011), Porto

Alegre (2013) e Belo Horizonte (2015). A próxima será realizada em Joinville (2017).

O MecSol é atualmente o único congresso brasileiro dedicado exclusivamente à área de

Mecânica dos Sólidos. O simpósio almeja reunir especialistas para divulgar e discutir

avanços científicos e tecnológicos neste campo e áreas correlatas.

Os artigos apresentados no MecSol são predominantemente focados em aspectos

fundamentais e aplicados da Mecânica dos Sólidos, seja de âmbito computacional,

teórico ou experimental. Por se tratar de um campo com visível sobreposição em

diversas engenharias, matemática aplicada, ciência dos materiais, análise estrutural e

física aplicada, o MecSol se reveste de grande interdisciplinaridade.

Os artigos apresentados em edições anteriores mostraram uma grande interação entre

diversos campos da Mecânica dos Sólidos, desde problemas clássicos de engenharia

estrutural e mecânica do contínuo, até fratura e fadiga, mecânica dos fluidos,

propagação de ondas, transferência de calor e efeitos térmicos em sólidos, métodos de

otimização, modelagem, topologia estrutural e métodos numéricos diversos.

O formato do congresso tem permitido a realização de seções únicas, conferindo ao

mesmo uma atmosfera muito favorável à interação entre os participantes.

 

Objetivos Gerais (da “Proposta de Criação”):

Além do que estabelecem as normas da ABCM, este comitê tem como objetivos principais:

 

 

Atividades Periódicas Fixas

 

 

Mechanics of Solids in Brazil, MecSol 2007 e 2009

The Solid Mechanics Committee of the Brazilian Association of Mechanical Sciences organized the first (in São Paulo) and the second (in Rio de Janeiro) International Symposium on Solid Mechanics, MecSol 2007.

This is a series of long due conferences and it aims to gather specialists in the field of solid mechanics for an in depth discussion of the many aspects covered by this large branch of science and technology.

The papers have been published in a series of books, freely downloaded in this site.

 

Associados que Participaram da Criação do Comitê em 2004:

Alfredo R. de Faria – ITA/SP – [email protected]
Agenor de Toledo Fleury – USP/SP – [email protected]
Angela Cristina Cardoso de Souza – UFF/RJ – [email protected]
Antonio Lopes Gama – UFF/RJ – [email protected]
Carlos Alberto de Almeida – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Carlos Augusto de Souza – UNB/DF – [email protected]
Cláudio Ruggieri – USP/SP – [email protected]
Clovis Sperb de Barcellos – UFSC/SC – [email protected]
Edgar Nobuo Mamiya – UNB/DF – [email protected]
Edgardo Omar Taroco Aliano – LNCC/RJ – [email protected]
Edson Paulo da Silva – UNB/DF – [email protected]
Eduardo Martins Sampaio – IPRJ-UERJ/RJ – [email protected]
Ernani Sales Palma – UERJ/RJ – [email protected]
Eduardo Alberto Fancello – UFSC/SC – [email protected]
Fernando Alves Rochinha – UFRJ/RJ – [email protected]
Fernando Pereira Duda – UFRJ/RJ – [email protected]
Fulvio Enrico Giacomo Chimisso – FURG/RS – [email protected]
Hans Ingo Weber – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Heraldo Silva da Costa Mattos – UFF/RJ – [email protected]
Ivan Napoleão Bastos – UERJ/RJ – [email protected]
Jaime Tupiassú Pinho de Castro – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Jorge Luiz de Almeida Ferreira – UNB/DF – [email protected]
José Carlos Balthazar – UNB/DF – [email protected]
José Divo Bressan – UDESC/SC – [email protected]
Jose Luiz de França Freire – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Jose Daniel Biasoli de Mello – UFU/MG – [email protected]
José Maria Andrade Barbosa – UFPE/PE – [email protected]
Jose Luis Lopes da Silveira- UFRJ/RJ – [email protected]
Lavinia Maria Sanabio Borges – UFRJ/RJ – [email protected]
Larissa Driemeier – USP/SP – [email protected]
Lineu José Pedroso – UNB/DF – [email protected]
Luciano Mendes Bezerra – UNB/DF – [email protected]
Marcelo Savi – UFRJ/RJ – [email protected]
Marcilio Alves – USP/SP – [email protected]
Marcio Murad – LNCC/RJ – [email protected]
Nestor Alberto Zouain Pereira – UFRJ/RJ – [email protected]
Paulo de Mattos Pimenta – USP/SP – [email protected]
Pedro Manuel Calas Lopes Pacheco – CEFET-RJ – [email protected]
Raul Antonino Feijóo – LNCC/RJ – [email protected]
Raul Rosas e Silva – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Roberto Dalledone Machado – PUC-PR – [email protected]
Roberto Firmento de Noronha – UFF/RJ – [email protected]
Sergio Frascino Muller de Almeida – ITA/SP – [email protected]
Sergio Persival Baroncini Proenca – USP/SP – [email protected]
Stella Maris Pires Domingues – UFF/RJ – [email protected]

  •  

    • Promover atividades de pesquisa básica e atividades de graduação e pós-graduação na área de Mecânica dos Sólidos;

       

    • Atuar como instrumento de representação da ABCM perante as instituições nacionais e internacionais congêneres. Procurar, quando possível, estabelecer parcerias com outras associações e entidades nacionais e internacionais que atuem de forma complementar, como a ABM, SOBENA, etc.

       

    • Promover atividades de pesquisa aplicada voltadas para a inovação, desenvolvidas em parceria com empresas públicas e privadas, universidades, centros de pesquisa, governo e entidades;

       

    • Estimular as atividades de inovação, buscando atrair pequenas e médias empresas de base tecnológica para a ABCM, com especial atenção nas empresas incubadas.

       

    • Promover uma aproximação mais orgânica com empresas de setores estratégicos como o de petróleo, energia, naval e offshore, etc.

       

    • Dar apoio às atividades acadêmicas e às pesquisas desenvolvidas dentro desse contexto no País. Este apoio pode se dar da seguinte forma: (I) através da organização de cursos, escolas, seminários e mesas redondas; (II) Através da criação de grupos de trabalho para realizar planejamento estratégico da área no Brasil, com um levantamento da situação atual e a proposição áreas prioritárias, temas de pesquisa e metas a serem atingidas num futuro definido; (III) Através do estímulo à formação de grupos multidisciplinares e multi-institucionais de pesquisa envolvendo empresas públicas e privadas, universidades, centros de pesquisa, governo e entidades, visando encontrar soluções dentro de prazos estabelecidos para os principais gargalos tecnológicos identificados nestes setores estratégicos; (IV) Na discussão sobre mecanismos de financiamento público e privado para estas atividades, como a Lei de Inovação enviada pelo atual governo ao Congresso; (V) Na criação de um banco de competências que permita indicar às empresas grupos de profissionais adequados para dar apoio técnico em projetos específicos;

     

    • Organizar o Mechanics of Solids in Brazil – MECSOL;

       

    • Auxiliar na organização do COBEM

 

 

Voltar