LOGIN / Acesse o sistema

Esqueceu sua senha? Redefina aqui.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

REDEFINIR SENHA

Insira o endereço de email associado à sua conta que enviaremos um link de redefinição de senha para você.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

Comitês Comitês técnicos

Comitês técnicos

Comitê de Bioengenharia

Área: Bioengenharia

Data de Criação: 2003

Organização de Evento Específico na Área:
Encontro Nacional de Engenharia Biomecânica
Technology and Medical Sciences International

Comitê Executivo Atual:
Adriano Siqueira – USP-SC (Secretário)[email protected]
Agenor de Toledo Fleury – UNIFEI e EPUSP
Alan Peter Slade – University of Dundee, Scotland (European Delegate)
Ângelo Rangel – UFES
Cleudmar Amaral de Araújo – UFU
Edson Capello, UNESP (Vice-secretário)[email protected]
Eduardo Fancello – UFSC
Estevam Barbosa Las Casas – UFMG
Liliam Fernandes de Oliveira – UFRJ
Luciano Luporini Menegaldo – IME/RJ
Marcos Pinotti Barbosa – UFMG
Raul Gonzalez Lima – EPUSP
Rudolf Huebner – UFMG

Comitê Executivo/Mandato: 2009-2011
Adriano Siqueira – USP-SC
Agenor de Toledo Fleury – UNIFEI e EPUSP
Alan Peter Slade – University of Dundee, Scotland (European Delegate)
Ângelo Rangel – UFES
Cleudmar Amaral de Araújo – UFU (Secretário) , [email protected]
Edson Capello, UNESP
Eduardo Fancello – UFSC
Estevam Barbosa Las Casas – UFMG
Liliam Fernandes de Oliveira – UFRJ
Luciano Luporini Menegaldo – IME/RJ
Marcos Pinotti Barbosa – UFMG
Raul Gonzalez Lima – EPUSP
Rudolf Huebner – UFMG

Comitê Executivo/Mandato: (2008-2009)
Cleudmar A. de Araujo – UFU (Secretário)
Agenor de Toledo Fleury – UNIFEI e EPUSP
Alan Peter Slade – University of Dundee, Scotland (European Delegate)
Cleudmar A. de Araújo – UFU
Raul Gonzalez Lima – EPUSP
Marcos Pinotti Barbosa – UFMG
Edson Capello, UNESP
Luciano Luporini Menegaldo – IME/RJ (Secretário) [email protected]

Comitê Executivo/Mandato: (2006-2007)
Agenor de Toledo Fleury, UNIFEI e EPUSP
Alan Peter Slade – University of Dundee, Scotland (European Delegate)
Aron José Pazin Andrade – Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
Djenane Cordeiro Pamplona – PUC-Rio
Cleudmar A. de Araújo, UFU
Estevam Barbosa de Las Casas – UFMG (Secretário), [email protected]
Iracema M. Utsch Braga, UFMG
Jayme Pinto Ortiz – EPUSP
Luciano Luporini Menegaldo – IME-RJ (Secretário), [email protected]
Raul Gonzalez Lima – EPUSP
Shirley Lima Campos, UFMG
Tulimar Machado Cornacchia, UFMG

Comitê Executivo/Mandato: (2003-2005)
Alan Peter Slade – University of Dundee, Scotland.
Aron José Pazin Andrade – Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
Djenane Cordeiro Pamplona – PUC-Rio
Flaminio Levy Neto – UnB
Jayme Pinto Ortiz – EPUSP
Luciano Luporini Menegaldo – IPT
Max Suel Dutra – COPPE/UFRJ
Raul Gonzalez Lima – EPUSP (Secretário), [email protected]

 

Principais atividades:

Organização de Eventos Recentes:

IV Encontro Nacional de Engenharia Biomecânica – Vitória/ES – 2013
Technology and Medical Sciences International – Belo Horizonte/MG – 2012
Simpósio de Bioengenharia do ENCIT – Rio de Janeiro/RJ – 2012
Simpósio de Bioengenharia do VII CONEM – São Luís/MA – 2012
Participação do Comitê na organização do congresso da International Society of Biomechanics – Natal/RN – 2013
Simpósio de Bioengenharia do COBEM – Ribeirão Preto/SP – 2013

Próximos eventos:

Organização do V ENEBI, 2015. Presidente: Prof. Cleudmar A. de Araújo, da UFU.
Organização do Simpósio de Bioengenharia do CONEM 2014 – Uberlândia/MG

Comitê de Ciências Térmicas

Área: O Comitê de Ciências Térmicas é um dos mais antigos e tradicionais da ABCM, com forte atuação junto às comunidades acadêmica e industrial, no Brasil e no exterior. Este Comitê congrega aproximadamente 200 sócios da ABCM, com interesse em temas ligados aos fundamentos e às aplicações das Ciências Térmicas, incluindo, entre outros:

Data de Criação: 1987

Organização de Evento Específico na Área: ENCIT – Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciências Térmicas.

Comitê Executivo Atual:

Secretário:
Leandro Alcoforado Sphaier ([email protected]) – UFF até o ENCIT 2014
Edson Bazzo ([email protected]) - UFSC até o ENCIT 2014
Carolina Palma Naveira-Cotta ([email protected]) – UFRJ até o ENCIT 2014
José Antonio Perrella Balestieri ([email protected]) - UNESP Guaratingueta até o ENCIT 2014
Adib Paulo Abdala Kurban ([email protected]) – Petrobras até o ENCIT 2016
João Alves de Lima ([email protected]) – UFPA até o ENCIT 2016
Nathan Mendes ([email protected]) – PUCPR até o ENCIT 2016
Robson Leal da Silva ([email protected]) – UFGD até o ENCIT 2016

 

Principais atividades:

Organização de eventos:

22nd International Conference on Eficiency, Cost, Optimization, Simulation and Environmental Impact of Energy Systems, ECOS2009 realizada em Foz do Iguaçu, de 31 de agosto a 3 de setembro. O evento contou com o patrocínio da ASME – American Society of Mechanical Engineers e ICAT – International Centre for Applied Thermodynamics. A edição de 2009 foi a primeira a ocorrer na América do Sul.

O ECOS2009 teve a participação de 209 pesquisadores e os anais contêm 224 artigos completos de autores de 25 paises, sendo a edição do congresso com maior número de artigos publicados.

Inverse Problems, Design and Optimization Symposium. Está prevista, para o ano de 2010, a terceira edição do IPDO – Inverse Problems, Design and Optimization Symposium, que será realizado em João Pessoa. O Comitê está participando ativamente da organização deste simpósio, o qual é liderado pelos Profs. Zaqueu E. da Silva, George S. Dulikravich, Marcelo J. Colaço e Helcio R. B. Orlande. As edições anteriores do IPDO aconteceram no Rio de Janeiro em 2004 e em Miami em 2007

Outras atividades:

Seleção de artigos para números especiais do periódico da ABCM e do Heat Transfer Engineering: Durante o ENCIT de 2008, na reunião deste Comitê, foi discutido o problema relacionado ao grande número de pesquisadores que enviam seus trabalhos para as conferências nacionais e não os apresentam. Também foi discutido o baixíssimo número de artigos relacionados à área de atuação do Comitê que são enviados para o periódico da ABCM (Journal of the Brazilian Society of Mechanical Sciences and Engineering). Diversas idéias surgiram e, após uma discussão bastante produtiva, ficou acertado, em concordância com os editores associados dos dois periódicos, que alguns artigos apresentados no ENCIT seriam pré-selecionados e seus autores convidados a apresentarem uma versão estendida dos mesmos para possível publicação no periódico da ABCM e no Heat Transfer Engineering.

O comitê, por meio dos Profs. Manuel E. C. Cruz e Marcelo J. Colaço, revisou então 67 artigos e recomendou que 40 deles fossem convidados a apresentarem versões estendidas para os dois periódicos (as quais passariam por um segundo processo de revisão). A idéia era que estes números especiais dos periódicos ficassem prontos até o COBEM 2009. Contudo, após esta lista ter sido enviada para os editores associados, o processo não foi levado adiante.

Revisão dos artigos e organização do Simpósio de Energia e Ciências Térmicas do COBEM 2009: O Simpósio de Energia e Ciências Térmicas do COBEM 2009 recebeu 215 artigos completos, dos quais 31 foram negados. Deste total, os membros do comitê fizeram a avaliação de 25 trabalhos, representando mais de 10% do número de artigos enviados. Além disso, o secretário do Comitê também é organizador deste simpósio e participou ativamente de sua organização.

Objetivos

Congressos

  • Transferência de calor e massa
  • Termodinâmica
  • Máquinas, sistemas e equipamentos térmicos
  • Sistemas multifásicos, multi-componentes, reativos e com mudança-de-fase
  • Métodos analíticos, numéricos e híbridos para a solução de problemas diretos, inversos e de otimização
  • Métodos experimentais
  • Propriedades físicas
  • Metrologia térmica
  • Fontes alternativas de energia
  • Termoeconomia
  • Problemas multi-física
  • Congregar os segmentos acadêmico e industrial, tanto nacional como internacional, com atuação na área.
  • Atuar como instrumento de representação do Brasil perante as instituições nacionais e internacionais congêneres.
  • Promover a geração, a difusão e a transmissão do conhecimento na área.
  • Historiar e preservar a memória dos acontecimentos e desenvolvimentos da área no país.


12th AIAA/ISSMO Multidisciplinary Analysis and Optimization Conference
10 – 12 Sep. 2008
Fairmont Empress Hotel and Victoria Conference Centre
Victoria, British Columbia, Canada
Call for Papers Now Open! (Dead Line for Abstract Submission: 28-Jan-2008)

Multidisciplinary analysis and optimization (MA&O) is rapidly becoming a standard element of contemporary design methodologies. With significant advances in computing algorithms and power, impressive analysis and optimization applications have been successfully carried out in industry, government, and academia alike. Additionally, theoretical developments ranging from new optimization algorithms to approaches for design system robustness and reliability have played a significant role in the ever-growing acceptance of multidisciplinary design and optimization. Historically, the MA&O Conference has provided a comprehensive view of the state-of-the-art. For the first time in its history, the MA&O Conference will be held outside the United States.

The major topic areas for this conference have been organized into four broad topics:

  • Multidisciplinary Design Optimization Methodologies
  • Uncertainty Quantifications and Non-Deterministic Design
  • Modeling and Simulation
  • Shape and Topology Optimization
  • Optimization Methods
  • Design
  • Strategic Issues
  • Emerging Methods and Applications
  • Applications
  • Extended abstracts of at least 1500 words.

For the complete Call for Papers, visit www.aiaa.org/events/mao. [more info]

 

HEAT TRANSFER AND FLUID FLOW IN MICROSCALE III
21-26 Sept, 2008
Whistler, BC, Canada
(http://www.engconfintl.org/calendar.html)


ENCIT – BRAZILIAN CONGRESS OF THERMAL ENGINEERING AND SCIENCES
10 – 14 Nov, 2008.
Belo Horizonte, MG. Brazil.
O ENCIT é o principal evento em Ciências Térmicas na América Latina. O ENCIT é organizado a cada dois anos desde 1986 e tornou-se um dos maiores congressos da ABCM, com forte participação internacional. Como exemplo da alta qualidade de seus artigos, números especiais da revista Heat Transfer Engineering (http://www.tandf.co.uk/journals/titles/01457632.asp) vem sendo publicados com artigos selecionados do ENCIT. Em sua última versão, realizada em Curitiba – PR, em 2006, atividades programadas em relação a Santos-Dumont e ao marco dos 100 anos do vôo do 14-bis que fizeram parte do ENCIT 2006, tal como a exposição com painéis e maquetes das aeronaves projetadas e fabricadas por Santos Dumont. O próximo ENCIT será realizado em Belo Horizonte – MG, em 2008 (http://www.abcm.org.br/encit2008/)

 

COBEM – INTERNATIONAL CONGRESS OF MECHANICAL ENGINEERING
15 – 20 Nov. 2009.
Gramado, RS. Brazil.
This the most important event in the field of Mechanical Engineering in Latin America, occurring every two years since 1971. Originally named as Congresso Brasileiro de Engenharia Mecânica, COBEM reached international status in the year of 2001, with an increasing number of international participants. In its twentieth edition, COBEM 2009 will be hosted by the Department of Mechanical Engineering, DEMEC, of the Federal University of Rio Grande do Sul, UFRGS, in the touristic city of Gramado. The main theme of COBEM 2009 will be “Engineering for The Future“. More information in (http://www.specialitaeventos.com.br/cobem2009/) .

 

CONEM 2008 – V CONGRESSO NACIONAL DE ENGENHARIA MECÂNICA
25 – 28 Ago. 2008.
Salvador, BA. Brasil. O CONEM – Congresso Nacional de Engernharia Mecânica é reaLizado desde 1990, incluído no calendário de eventos da ABCM desde 1992 e tem ocorrido até então no Norte – Nordeste. O evento tem significativa participação dos setores de ensino e pesquisa em engenharia cobrindo todas as Áreas de atuação das Ciência Mecânicas. Na sua última edição realizada em Recife em agosto de 2006, foram publicados seiscentos e quarenta e cinco trabalhos em seus anais, contando com a participação Efetiva da comunidade científica de todo país. (http://www.conem2008.com.br/)


INTERNATIONAL HEAT TRANSFER CONFERENCE
Trata-se da principal conferência mundial de Transferência de Calor. A IHTC é organizada a cada 4 anos, desde 1962. Seu objetivo é proporcionar um forum de exposição e troca de idéias, métodos e resultados em transferência de calor e massa. A IHTC é organizada sob a chancela da Asembly for International Heat Transfer Conference (http://www.aihtc.org/), na qual a ABCM, através de seu Comitê de Ciências Térmicas, é a entidade Brasileira representante. O Brasil, desde a conferência de 1994, tem alocada uma cota de 10 artigos na IHTC. A possibilidade de aumento desta cota é grande, tendo em vista a forte participação brasileira e o alto nível dos trabalhos apresentados nas últimas versões desta conferência. A próxima edição será realizada em agosto de 2010, em Washington -DC, USA.

 

ECOS 2009
22st International Conference on Efficiency, Cost, Optimization, Simulation and Environmental Impact of Energy Systems
August 31 – September 3, 2009
Foz do Iguaçu, Brazil

The Conference is organized by the Brazilian Universities: State University of Campinas (UNICAMP), University of São Paulo (USP) and Federal University of Santa Catarina (UFSC); with the support of ABCM – Brazilian Society of Mechanical Sciences and Engineering.

The ECOS 2009 Call for Papers will be available here: www.eventus.com.br/ecos2009/submission.html

 

ICIPE – 6th INTERNATIONAL CONFERENCE ON INVERSE PROBLEMS IN ENGINEERING: THEORY AND PRACTICE
15 – 19 Jun. 2008.
Dourdan (Paris), France.
The 6th International Conference on Inverse Problems in Engineering: Theory and Practice belongs to a successful series of conferences held in a three-year cycle.Previous conferences took place in Palm Coast, Florida (1993), Le Croisic, France (1996), Port Ludlow, Washington (1999), Angra dos Reis, Brazil (2002), and Cambridge, UK (2005). The conference has its roots on the informal seminars organized by Prof. J. V. Beck at Michigan State University, which were initiated in 1987. Noteworthy features of all meetings of this series are their balanced focus on theory and applications (and, better yet, the combination of both), and the presence of researchers of different scientific fields allowing cross-fertilization around a wide spectrum of inverse methodologies. Residential setting in an informal atmosphere aims at maximizing opportunities for interactions between participants. www.icipe2008.ciril.fr

 

8th ASME HEAT AND MASS TRANSFER CONFERENCE
3 – 5 Jan. 2008.
Kukatpally, Hyderabad. India.


ICEM’09 – CONFERENCE VENUE: INTERNATIONAL CONFERENCE ON ENVIRONMENTAL REMEDIATION AND RADIOACTIVE WASTE MANAGEMENT.
11 – 15. Oct. 2009.
Liverpool, UK.
(http://www.icemconf.com/)


ASME INTERNAL COMBUSTION ENGINE: Spring Technical Conference
3 – 6 May, 2009
Milwaukee, Wisconsin. US.
(http://www.asmeconferences.org/ICES09/)


2008 ASME INTERNATIONAL MECHANICAL ENGINEERING CONGRESS & EXPOSITION – “Engineering a Better World”
Oct.31 – Nov.6, 2008
Boston, Massachusetts. US.
(http://www.asmeconferences.org/congress08/index.cfm)


SECOND EUROPEAN FUEL CELL TECHNOLOGY AND APPLICATIONS CONFERENCE
(http://www.asmeconferences.org/efc07/)


16th INTERNATIONAL CONFERENCE ON NUCLEAR ENGINEERING (ICONE) – 2008
11 – 15 May, 2008
Orlando, Florida. US.
(http://www.asmeconferences.org/ICONE16/index.cfm)


14th INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON APPLICATIONS OF LASER TECHNIQUES TO FLUID MECHANICS
7 – 10 Jul, 2008
Lisboa, Portugal.
(http://ltces.dem.ist.utl.pt/lxlaser/lxlaser2008/)


SECOND INTERNATIONAL CONFERENCE ON THERMAL ISSUES IN EMERGING TECHNOLOGIES THEORY AND APPLICATION – ThETA 2
17 – 20 Dec. 2008
Cairo, Egypt.
(http://www.thetaconf.org/)


INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON CONVECTIVE HEAT AND MASS TRANSFER IN SUSTAINABLE ENERGY
Apr. 26 – May. 01, 2009
Yasmine Hammamet, Tunisia.
(http://www.ichmt.org/conv-09/)


SIXTH MEDITERRANEAN COMBUSTION SYMPOSIUM
7 – 11 Jun, 2009
Porticcio – Ajaccio, Corsica, France.
(http://www.ichmt.org/mcs-09/)


HEAT EXCHANGER FOULING AND CLEANING
14 – 19 Jun, 2009
Pichl/Schladming 8973, Austria.
(https://www.regonline.com/builder/site/Default.aspx?eventid=627412)


7TH WORLD CONFERENCE ON EXPERIMENTAL HEAT TRANSFER, FLUID MECHANICS AND THERMODYNAMICS
Jun. 28 – Jul. 03, 2009
Krakow, Poland.
(http://www.exhft-7.agh.edu.pl/)


RADIATIVE TRANSFER – RAD10
20 – 26 Jun, 2010.
Antalya, Turkey.
(http://www.ichmt.org/index.php?Pg=Sayfa&No=10017)


SIXTH INTERNATIONAL CONFERENCE ON COMPUTATIONAL HEAT AND MASS TRANSFER
18 – 21 May, 2009
Guangzhou, China.
(http://www.enme.ucalgary.ca/conferences/6icchmt09/)


13èmes JOURNÉES INTERNATIONALES DE THERMIQUE
27 – 29 Mar, 2009
Djerba, Tunisie.
(http://www.cder.dz/evenements/Download/jith_2009.pdf)


THIRTEENTH INTERNATIONAL TOPICAL MEETING ON NUCLEAR REACTOR THERMAL HYDRAULICS – NURETH-13
Sep. 27 – Oct. 02, 2009
Kanazawa, Ishikawa. Japan.
(http://www.nureth13.org/documents/NURETH13_1st_Annoucement.pdf)


CMNE2007 CONGRESSO DE MÉTODOS NUMÉRICOS EM ENGENHARIA
(http://cmne2007.inegi.up.pt/)

Comitê de Combustão

Área: Combustão, Poluição, Controle do Ambiente

Data de Criação: 2005

Comitê Executivo Atual/Mandato: 2015-2017
Rogério Gonçalves dos Santos (UNICAMP, secretário) – [email protected]
Felipe Centeno (UNISINOS) – [email protected]
Paulo Roberto Wander (UNISINOS) – [email protected]
Carlos Romero Luna (UNESP) – [email protected]
Omar Seni (UFGD)

Comitê Executivo Mandato: 2013-2015
Cristiano Vitorino da Silva (URI, secretário) – [email protected]
Ivonete Ávila (UNESP/Guaratinguetá) – [email protected]
Maria Luiza Indrusiak (Unisinos) – [email protected]
Rogério Gonçalves dos Santos (UNICAMP) – [email protected]
Felipe Centeno (Unisinos) – [email protected]

Comitê Executivo Mandato: 2011-2013
Araí Augusta Bernárdez Pécora (secretária) – FEM/UNICAMP – [email protected]
Cristiano Vitorino da Silva (sub-secretário) URI – [email protected][email protected]
Thamy Cristina Hayashi – UFRGS – [email protected]
Maria Luisa Indrusiak – UNISINOS – [email protected]
Ivonete Ávila – EESC/USP – [email protected]

Comitê Executivo Mandato: 2009-2011
Carlos Alberto Gurgel Veras – UnB – [email protected]
Guenther Carlos Krieger – USP (vice-secretário) – [email protected]
Araí Augusta Bernárdez Pécora – Unicamp – [email protected]
Cristiano Vitorino da Silva – URI – [email protected]/[email protected]
Thamy Cristina Hayashi – UFBA (Secretária) – [email protected]

Principais atividades:

Organização de Eventos:

No biênio 2007-2009, o comitê executivo desenvolveu as seguintes atividades:

Coordenação do simpósio de combustão, combustíveis e engenharia ambiental do ENCIT 2008, em cooperação com o professor José Eduardo Mautone Barros (UFMG).

Submissão à diretoria da ABCM de proposta de inclusão da Escola de Combustão no calendário de eventos regulares da associação. A proposta submetida em novembro de 2008, durante o ENCIT, foi elaborada com a colaboração do professor Amir Antônio Martins Oliveira Junior (UFSC).

Participação na organização de II Escola de Combustão, que foi realizada de 22 a 26 de junho de 2009, em São José dos Campos. A organização da II EdC contou com a participação do ITA e do INPE, sob a coordenação geral do professor Pedro Teixeira Lacava (ITA). Em reunião da comunidade de combustão realizada durante a II EdC, que contou com a presença de quatro membros do comitê executivo, foi escolhida a cidade de Salvador para sediar a III Escola de Combustão, com organização da UFBA, em maio-junho de 2011.

Coordenação do simpósio de combustão, combustíveis e engenharia ambiental do COBEM 2009, em cooperação com o professor Horácio Vielmo (UFRGS).

No biênio 2009-2011, o comitê executivo tem programada a realização das seguintes atividades:

Coordenação do simpósio de combustão, combustíveis e engenharia ambiental do ENCIT 2010, pelos professores Thamy Cristina Hayashi e Guenther Carlos Krieger Filho.

Participação na promoção e realização, em parceria com a Rede Nacional de Combustão, da III Escola de Combustão, a ser organizada pela UFBA em Salvador, em maio de 2011.

Coordenação do simpósio de combustão, combustíveis e engenharia ambiental do COBEM 2011 (coordenadores serão definidos oportunamente).

Comitê de Dinâmica

Área: Dinâmica, Controle, Vibrações e Acústica de Sistemas Mecânicos

Data de Criação: 1986

Organização de Evento Específico na Área: DINAME – International Symposium on Dynamic Problems of Mechanics, último realizado em Fevereiro 2013 em Buzios.

Comitê Executivo Atual:

Hans Ingo Weber – PUC-Rio (Secretário) [email protected]
Agenor de Toledo Fleury – FEI – [email protected]
Aline Souza de Paula – UNB – [email protected]
Carlos Alberto de Almeida – PUC-Rio – [email protected]
Ilmar Ferreira Santos – Universidade Técnica da Dinamarca – “Santos, Ilmar” [email protected]
José João de Espíndola – UFSC – [email protected]
Marcelo Amorim Savi – UFRJ – “M.A. Savi” [email protected]
Moyses Zindeluk – UFRJ – [email protected]
Paulo Roberto G. Kurka – UNICAMP – [email protected]
Valder Steffen Jr – UFU – [email protected]
Domingos Alves Rade – UFU – [email protected]
Paulo Sérgio Varoto – EESC – USP – [email protected]

Principais Atividades:

Discussão das prioridades da área, organização de encontros e escolas, contatos internacionais com pesquisadores de renome.

Organização de Eventos:

International Symposium on Dynamic Problems of Mechanics (DINAME) (bienal, próximo em 2015)

Conferências

Algumas conferências de interesse da comunidade de Dinâmica:

Nonlinear Vibrations Dynamics and Multibody Systems
Bienal, última realizada, Julho 2012, Blaksburg, Virginia, EUA

International Congress of Theoretical and Applied Mechanics
Quadrienal, última Agosto 2012, China

International Conference on Noise and Vibration Engineering
Bienal, próxima Setembro 2014, Leuven, Belgica

European Nonlinear Dynamics Conference (ENOC)
Bienal, próxima Julho 2014, Viena, Austria

Biennial Conference on Mechanical Vibration and Noise (ASME)
Bienal, próxima Agosto 2013, Portland, Oregon, EUA

International Conference on Vibration Problems (ICOVP)
Bienal, próxima Setembro 2013, Lisboa, Portugal

International Conference on Vibrations in Rotating Machinery
Quadrienal, última Setembro 2012, Londres, Inglaterra

IFToMM World Congresses in Mechanism and Machine Science
Quadrienal, ultimo realizado Junho 2011, Guanajuato, Mexico

IMAC – International Modal Analysis Conference
Anual, organizado pela SEM – Society for Experimental Mechanics

ICEDyn – International Congress in Structural Engineering Dynamics;
Bienal, último Junho 2013, organizado em Portugal pelo Instituto Superior Técnico

Comitê de Engenharia Aeroespacial

Área: Engenharia Aeroespacial
Data de Criação: 2000
Organização de Evento Específico na Área:
Comitê Executivo Atual (2013-2019)
Membros com Mandato de 2013 a 2017

1) William Roberto Wolf, UNICAMP, Campinas (Secretário) ([email protected])
2) Juan P.L.C. Salazar, UFSC, Santa Catarina ([email protected])
3) Carlos Roberto Ilário da Silva, EMBRAER, São José dos Campos ([email protected])
4) Marcello Augusto Faraco de Medeiros, EESC, USP, São Carlos ([email protected])

Membros com Mandato de 2015 a 2019

5) Marcelo Ribeiro, USP-SC, ([email protected])
6) Rodrigo Palharini, IAE, ([email protected])
7) Carlos Cimini, UFMG, (Vice-Secretário) ([email protected])
8) Francisco Melo, ITA, ([email protected])

Comitê de Engenharia de Fabricação

Área: Processos de Fabricação, Gestão da Manufatura, Metrologia, Qualidade, Certificação, Qualificação e Inspeção, Fabricação Assistida por Computador, Automação, Monitoramento e Controle.

Data de Criação: 2000

Organização de Evento Específico na Área: COBEF – Congresso Brasileiro de Engenharia de Fabricação

Comitê Executivo Atual/Mandato: 2015/2017

Secretário: Prof. Valter Estevão Beal (SENAI-CIMATEC) [email protected]

  • Prof. Adriano Fagali de Souza (UFSC) 
  • Prof. Anderson Clayton de Melo (UFRN)
  • Prof. Eduardo Carlos Bianchi (UNESP/FEB) 
  • Eng. Fernando Ferreira Fernandez (EMBRAER) 
  • Prof. Fernando Humel Lafratta (UDESC) 
  • Prof. Guilherme Oliveira de Souza (SENAI-CIMATEC)
  • Prof. João Carlos Espíndola Ferreira (UFSC)
  • Profa. Karyne Ramos de Campos Juste (Instituto SENAI-MG)
  • Prof. Louriel Oliveira Vilarinho (UFU)
  • Eng. Mauro Moraes de Souza (AMTEK TEKFOR)
  • Prof. Neri Volpato (UTFPR)
  • Prof. Nivaldo Lemos Coppini (UNICAMP)

 

Conselho Consultor (Presidentes das edições anteriores do COBEF)

Prof.  Paulo César Okimoto (UFPR)

Prof. Americo Scotti (UFPR)

Prof. José Divo Bressan (UDESC)

Prof. Gilmar Ferreira Batalha (EPUSP)

Prof. Sergio Tonini Button (UNICAMP)

Prof. Alexandre Mendes Abrao (UFMG)

Prof. Rodrigo Panosso Zeilmann (UCS)

Prof. Luciano Pessanha Moreira (UFF)

 

Principais atividades:

Organização de Eventos:

COBEF – Congresso Brasileiro de Engenharia de Fabricação (bienal)

Comitê de Engenharia Nuclear

Área: Engenharia Nuclear

Data de Criação: 12/2010

Comitê Executivo Atual:

Su Jian (Secretário Executivo), UFRJ – [email protected]
Alberto Ramon Ferreira Teixeira (UFRJ)
Antonio Jose da Silva Neto (IPRJ)
Camila Braga Vieira (UFRJ)
Cynthia Feijo Segatto (UFRGS)
Daniela Buske (UF Pelotas)
Deise Helena Kullmann (UFRJ)
Eduardo Gomes Dutra do Carmo (UFRJ)
Eduardo Hwang (UFRJ)
Jefferson Gomes (Imperial College)
José Luiz Horacio Faccini (IEN/CNEN)
José Pontes (UFRJ)
Jurandyr de Souza Cunha Filho (FAETEC/RJ)
Leandro Valente Costa (UFRJ)
Letícia Jenisch (UFRGS)
Liliane Basso Barichello (UFRGS)
Marco Túllio Menna Barreto de Vilhena (UFRGS)
Nilson Costa Roberty (UFRJ)
Paulo Augusto Berquó de Sampaio (IEN/CNEN)
Paulo Fernando Frutuoso de Melo (UFRJ)
Renato Machado Cotta (UFRJ)
Sergio Viçosa Möller (UFRGS)
Su Jian (UFRJ)
Wanderley Freitas Lemos (UFRJ-Nuclear)

 

Histórico:

Para que o crescimento econômico e social do Brasil aconteça de forma continuada é preciso garantir um suprimento adequado de energia para sociedade. A ausência deste suprimento provocará estagnação econômica, comprometendo a geração de empregos e o aumento da renda da população. Além disso, é importante lembrar que ainda há localidades no País onde sequer chega a energia elétrica. E quando esta chega, logo surgem as demandas por geladeiras, eletrodomésticos e outros aparelhos ligados à vida moderna. O anseio pelo conforto trazido pela eletricidade é uma demanda profundamente relacionada aos conceitos de cidadania e inclusão social.

Para viabilizar o crescimento econômico e o aumento do consumo per capita de energia, a capacidade de geração instalada no país precisa crescer de forma expressiva. Por outro lado, mantida a atual estrutura da matriz energética brasileira, tal crescimento terá necessariamente forte impacto nas questões de recursos hídricos, do uso da terra e da preservação do meio ambiente.

Considerando o panorama mundial, observa-se hoje uma crescente preocupação com a liberação de gás carbônico para a atmosfera e com os conseqüentes problemas do efeito estufa e aquecimento global. Iniciativas internacionais, como o Tratado de Kioto, procuram reduzir tais emissões pelos países signatários, visando a minimizar a possibilidade de alterações climáticas de conseqüências econômicas e sociais catastróficas.

A realidade brasileira mostra a necessidade de novas usinas geradoras de energia, onde desempenham papel muito importante as usinas hidrelétricas. Neste contexto, existem problemas ambientais não resolvidos e que têm levado a atrasos no início das obras. Como são obras de grande porte, estes atrasos se farão sentir daqui a alguns anos. O Governo Federal tem sinalizado com a possibilidade de optar pela geração de origem nuclear em virtude dessas dificuldades. A opção por novas usinas significa a opção por reatores de terceira geração, cujos projetos são bem mais avançados que os das usinas de Angra. O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) autorizou a Eletronuclear a estudar a implantação de uma usina (Nordeste) com entrada em operação prevista entre 2015 e 2020.

A interação da ABCM com o setor nuclear brasileiro é tão longo como a sua 35 anos de história. Um grande número de profissionais de engenharia mecânica, muitos deles membros eminentes da ABCMd, foram formados durante o Programa Nuclear Brasileiro, que resultou a construção das usinas nucleares Angra 1 e Angra 2. Com a retomada da construção da usina Angra 3 e a previsão de construção de pelo menos 4 usinas nucleares, a demanda de novos profissionais pelo setor nuclear crescerá significantemente.

Os membros da ABCM que atuam na área nuclear têm feito esforços nos últimos anos para buscar uma maior aproximação com o setor nuclear através da organização de Simpósios de Engenharia Nuclear e Aplicações nos congressos da ABCM, como ENCIT2008, COBEM2009 e ENCIT2010, com crescentes números de participantes e maior volume de patrocínio advindo das empresas do setor nuclear. No ENCIT2010, há uma palestra convidada da Eletronuclear na Cerimônia de Abertura, e seis palestras convidadas no Simpósio de Engenharia Nuclear e Aplicações, sendo duas pela INB e uma pela Comissão Nacional de Energia Nuclear. O volume de patrocínio do setor nuclear para o ENCIT2010 é maior que a soma de patrocínio de todas empresas de outros setores.

Consideramos oportuno a criação do Comitê Técnico de Engenharia Nuclear, visando intensificar a atuação da ABCM na retomada do investimento no setor nuclear brasileira, atendendo a demanda de pesquisa científica, desenvolvimento tecnológico e formação de recursos humanos qualificados. O Comitê Técnico será responsável pela organização de Simpósios de Engenharia Nuclear nos principais congressos da ABCM, buscar patrocínios das empresas do setor nuclear para os congressos, representar a ABCM perante a ABEN – Associação Brasileira de Energia Nuclear,e internacionais atuantes na área, como a ASME (que possui uma divisão de Engenharia Nuclear),p romover Cursos e Escolas, e arregimentar novos associados entre profissionais e estudantes do setor nuclear.

Comitê de Engenharia de Offshore e Petróleo

Área: Engenharia de Offshore e Petróleo

Data de Criação: 2005

Comitê Executivo Atual/Mandato:

Antônio Carlos Fernandes – COPPE/UFRJ – [email protected]
Celso H. Morooka – UNICAMP – [email protected]
Celso Pupo Pesce – EPUSP – (Secretário) – [email protected]
Luis Fernando A. Azevedo – PUC Rio – [email protected]
Murilo Augusto Vaz – COPPE/UFRJ – [email protected]
Renato Marques da Silva – PETROBRÁS – [email protected]
Sérgio Nascimento Bordalo – UNICAMP – [email protected]

Comitê de Engenharia do Produto

Área: Engenharia do Produto

Data de Criação: 2005

Comitê Executivo Atual/Mandato:

Fernando Antonio Forcellini (Secretário) – UFSC – [email protected]
Paulo Carlos Kaminski – EPUSP
Henrique Rozenfeld – EESCUSP
Franco Giuseppe Dedini – UNICAMP
Paulo T. M. Lourenção – EMBRAER – [email protected]
Luis Gonzaga Trabasso – ITA – [email protected]

 

Proposta de Criação

Contextualização

O conceito de que a competividade das empresas das empresas e mesmo das nações está diretamente ligada com a inovação tecnológica e o desenvolvimento de produtos já está bem consolidado internacionalmente. No Brasil isto também é verdade, o que pode ser comprovado tanto pelas notícias divulgadas nos meios de comunicação de massa quanto pela crescente organização de eventos, simpósios, cursos de atualização, etc. sobre a temática em questão.

Disciplinas (tanto de graduação quanto de pós-graduação) na área de engenharia do produto estão sendo criadas de forma consistente e crescente nos cursos de engenharia mecânica de várias Escolas de Engenharia tradicionais e de grande penetração tecnológica no Brasil.

O Congresso Brasileiro de Engenharia Mecânica, COBEM, reunião de maior expressão dentre as organizadas pela ABCM, teve em suas últimas edições um simpósio específico que procurou agregar os trabalhos (e pesquisadores) sobre o tema. Foram apresentados aproximadamente 50 trabalhos em cada edição.

Do exposto anteriormente nota-se a importância do tema produto dentro da Engenharia Mecânica o que justifica plenamente a criação de um Comitê específico dentro da Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas.

Objetivos e Metas

 

 

  • Aglutinar e fomentar a interação entre profissionais que militam na área tanto da Universidade quanto do setor industrial;

     

  • Atuar como elemento de representação da área junto a entidades nacionais e/ou internacionais congêneres e de fomento;

     

  • Contribuir para o desenvolvimento da área e divulgação de trabalhos relevantes;

     

  • Incentivar a participação de estudantes de engenharia nas atividades do Comitê e da própria ABCM;

Para atingir estes objetivos o Comitê procurará desenvolver as seguintes atividades:

 

 

  • Organização do simpósio de Engenharia do Produto no COBEM e no CONEM;

     

  • Organização de eventos em parceria com o setor industrial;

     

  • Criar uma rede de comunicação e integração dos profissionais atuantes na área;

     

  • Divulgação da ABCM e dos trabalhos realizados pela mesma junto a instituições internacionais congêneres, buscando identificar possibilidades de parcerias que contribuam para o desenvolvimento da área de engenharia de produtos.

     

  • Desenvolver atividades que incentivem a participação de estudantes de engenharia;

     

  • Assessorar entidades de fomento e órgãos internacionais dentro da área de competência.

     

  • Promover cursos de atualização e difusão dentro da área de competência.

 

Associados que participaram da criação do Comitê:

Fernando Antonio Forcellini
Luis Gonzaga Trabasso
Sergio Frascino Muller de Almeida
Luiz Carlos Sandoval Góes
Paulo Tadeu de Mello Lourenção
Henrique Rozenfeld
Abelardo Alves de Queiroz
Cesar Jose Deschamps
Rolf Bertand Schroeder
Walter Lindolfo Weingaertner
Lourival Boehs
Vicente de Paulo Nicolau
José A. Bellini da Cunha Neto
Clovis Raimundo Maliska
Edson Bazzo
Paulo Carlos Kaminski
Marcelo A.L. Alves
Gilberto F.M. De Souza
João Paulo Pereira Marcicano
Marcelo Massarani
Paulo Eigi Miyagi
Antonio Carlos de Oliveira
Ronaldo B. Salvagni
Roberto Spinola Barbosa
Franco Giuseppe Dedini
Katia Lucchesi Cavalca
Helder Aníbal Herman
Robson Pederiva
Jose Maria c. Santos
Paulo Roberto G. Kurka

Comitê de Fenômenos Não-Lineares e Caóticos

Área: Fenômenos Não-Lineares em Engenharia

Data de Criação: 1997

Informações sobre a atuação deste comitê podem ser vistas em: http://www.nonlinearchaos.org

 

Secretário:

José Manoel Balthazar (ITA) - [email protected]

Membros:

Airton Nabarrete (ITA) - [email protected]

Aline Souza de Paula (UnB) - [email protected]

Americo Barbosa da Cunha Junior (UERJ) - [email protected]

André Fenili (UFABC) - [email protected]

Angelo Marcelo Tusset (UTFPR - Ponta Grossa) - [email protected]

Antônio Fernando Bertachini de Almeida Prado (INPE) - [email protected]

Átila Madureira Bueno (UNESP - Sorocaba) - [email protected]

Aura Conci (UFF) - [email protected]

Bento Rodrigues Pontes (UNESP - Bauru) - [email protected]

Elbert E. N. Macau (INPE) - [email protected]

Flávio Donizeti Marques (USP)  - [email protected]

Frederico Martins Alves da Silva (UFG) - [email protected]

Jorge Luis Palacios Felix (UNIPAMPA) - [email protected]

Luiz Carlos Goes (ITA) - [email protected]

Marcelo Savi (UFRJ) - [email protected]

Marcio Coelho de Mattos (UFES) - [email protected]

Paulo Batista Gonçalves (PUC-Rio) - [email protected]

Paulo José Paupitz Gonçalves (UNESP - Bauru) - [email protected]

Reyolando R. M. L. R. F. Brasil (UFABC) -  [email protected]

Samuel da Silva (UNESP - Ilha Solteira) - [email protected]

Suélia de Siqueira Rodrigues Fleury Rosa (UnB) - [email protected]

Vinicius Piccirillo (UTFPR - Ponta Grossa) - [email protected]

Comitê de Materiais e Estruturas Inteligentes

Comitê Executivo

A composição do comitê executivo leva em consideração os diversos temas inseridos na área, uma representação geográfica abrangente, e também a abrangência institucional. Neste contexto, o comitê apresenta a seguinte composição:

Marcelo Amorim Savi (UFRJ) <[email protected]>, Secretário Executivo

Airton Nabarrete (ITA) <[email protected]>

Carlos José Araújo (UFCG) <[email protected]>

Domingos Alves Rade (UFU) <[email protected]>

Edson Paulo da Silva (UFOP) <[email protected]>

Marcelo Areias Trindade (USP-SC) <[email protected]>

Vicente Lopes Jr. (UNESP-IS) <[email protected]>

Valder Steffen Junior(UFU) [email protected]

 

Objetivo:

As estruturas e os sistemas inteligentes são inspirados na natureza buscando reproduzir as características adaptativas dos sistemas naturais. Atualmente, diversas áreas do conhecimento estão explorando as singulares características dos sistemas inteligentes dentre as quais vale destacar a bioengenharia, a engenharia aeroespacial, a robótica e o controle de vibrações. Em linhas gerais, a filosofia de projeto das estruturas e sistemas inteligentes explora características de adaptabilidade fazendo com que os sistemas respondam a excitações externas de uma forma adequada. A concepção desses sistemas está relacionada aos materiais inteligentes utilizados como sensores e atuadores. Existem quatro grupos principais de materiais inteligentes que também podem ser chamados adaptativos ou multifuncionais: piezoelétricos, ligas com memória de forma, materiais magnetoestrictivos, e fluidos magneto-eletro reológicos. Em essência, cada um desses materiais possui um acoplamento entre grandezas mecânicas e não-mecânicas (tipicamente temperatura, campo elétrico ou campo magnético) o que confere suas propriedades adaptativas. A aplicação de cada um desses materiais está associada às características do acoplamento, explicitados por dois aspectos: energia de atuação e frequência de resposta. Visando impulsionar essa importante área no Brasil, diversos grupos de pesquisa de diferentes Universidades no Brasil e no mundo se juntaram no INCT-EIE (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Estrutura Inteligentes em Engenharia). Um dos objetivos é a disseminação dessa filofia de projeto, agregando os diversos esforços isolados que vem sendo feito por todo o país. Este comitê tem por objetivo divulgar e incentivar o uso desta filosofia de projeto. A participação de todos os interessados é muito bem-vinda.

Comitê de Mecânica dos Fluidos

Área: Mecânica dos Fluidos

Data de Criação: 2003

Principais Atividades:
O Comitê de Mecânica dos Fluidos é responsável pela organização dos seguintes eventos regulares da ABCM:

Organização de Evento Específico na Área: EPTT – Escola de Primavera de Transição e Turbulência e JEM Jornada de Escoamentos Multifásicos.

Comitê Executivo Biênio 2016/2017 (indicados no COBEM 2015)

Alexandre Vagtinski de Paula – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Alex Mendonça Bimbato – UNESP/FEG
Erick de Moraes Franklin – FEM – UNICAMP
Juliana Braga Rodrigues Loureiro – PEM/COPPE/UFRJ
Luiz Eduardo Bittencourt Sampaio – UFF
Marcelo Souza de Castro (Secretário) - UNICAMP - [email protected]
Maria Luiza Sperb Indrusiak - UNISINOS
Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez - EESC - USP
Sandi Itamar Schafer de Souza – UFRN


Comitê Executivo Biênio (2012/2013)

Alcir de Faro Orlando – PUC Rio – [email protected]
Danielle Regina da Silva Guerra – UFPA – [email protected]
Julio romano Meneghini – EP/USP – [email protected]
Luiz Antônio Alcântara Pereira – UNIFEI – [email protected]
Luiz Eduardo Bittencourt Sampaio – UFF – [email protected]
Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez (Secretário) – EESC/USP – [email protected]

Comitê Executivo Biênio (2011/2012)
Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez – Secretário- [email protected]
Alcir de Faro Orlando – [email protected]
Danielle Regina da Silva Guerra – [email protected]
Julio romano Meneghini – EP/USP – [email protected]
Luiz Antônio Alcântara Pereira – [email protected]
Luiz Eduardo Bittencourt Sampaio – UFF – [email protected]

Comitê Executivo Biênio (2009/2011)
Alcir de Faro Orlando – PUC Rio – [email protected]
Danielle Regina da Silva Guerra – UFPA – [email protected]
Júlio César Passos – UFSC – [email protected]
Luiz Antônio Alcântara Pereira – UNIFEI – [email protected]
Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez – USP SC – [email protected]
Sergio Said Mansur – UNESP IS (Secretário) [email protected]
Valter Yoshihiko Aibe – INMETRO – [email protected]

Comitê Executivo Biênio (2007/2009)
Leandro Franco de Souza – Secretário – [email protected]
Sergio Viçosa Möller – [email protected]
Daniel Onofre de Almeida Cruz – [email protected]
Átila Silva Freire – [email protected]

Comitê Executivo Biênio (2005/2007)
Paulo Seleghim Jr. – EESC/USP [Secretário] – [email protected]
José Luiz Alves da Fontoura Rodrigues – ENM/UnB – [email protected]
Sergio Viçosa Möller – DENUC/UFRGS – [email protected]
Daniel Onofre Cruz – UFPA – [email protected]
Norberto Mangiavacchi – FEN/UERJ – [email protected]
Jorge Hugo Silvestrini – DEMM/PUC-RS – [email protected]

  •  

     

    • Escola de Primavera de Transição e Turbulência – EPTT
    • Jornada de Escoamentos Multifásicos – JEM, que inclui o Encontro Brasileiro de Ebulição, Condensação e Escoamento Multifásico – EBECEM e a Escola Brasileira de Escoamento Multifásico – EBEM.
Comitê de Mecânica da Fratura, Fadiga e Integridade Estrutural

Data de Criação: Dez/2006

Comitê Executivo Atual:

Carlos Chaves (Embraer / ITA) : [email protected]
Claudio Ruggieri (Escola Politécnica – USP): [email protected]
Ênio Pontes (Universidade Federal do Ceará – UFC) : [email protected]
Enrique Mariano Castrodeza (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ) : [email protected]
Miguel Mattar Netto (Instituto de Pesquisa Energéticas e Nucleares – IPEN) : [email protected]

 

Principais atividades:

O Comitê Técnico de Mecânica da Fratura, Fadiga e Integridade Estrutural pretende organizar e participar de diversas atividades de divulgação científica e tecnológica na forma de simpósios, congressos e cursos abordando temas específicos e em diferentes locais. Entretanto, o Comitê pretende participar ativamente da organização dos seguintes simpósios em caráter permanente:

 

 

Objetivos:

 

 

Organização de Simpósios e Congressos:

O Comitê Técnico de Mecânica da Fratura, Fadiga e Integridade Estrutural pretende organizar e participar de diversas atividades de divulgação científica e tecnológica na forma de simpósios, congressos e cursos abordando temas específicos e em diferentes locais. Entretanto, o Comitê pretende participar ativamente da organização dos seguintes simpósios em caráter permanente:

 

 

Membros Fundadores e Comitê Executivo:

 

Comitê de Mecânica dos Sólidos

Área: Mecânica dos Sólidos

Data de Criação: 2004

Comitê Executivo Atual/Mandato: 2015-2017

Pablo Andrés Muñoz-Rojas (secretário) – UDESC – [email protected]

Edgar Nobuo Mamiya – UnB – [email protected]

Marcílio Alves – USP – [email protected]

Antônio Ferreira Ávila - UFMG - [email protected]

 

Principais atividades:

Nossa principal atividade é a realização do MecSol, que já teve as versões de 2007,

2009, 2011, 2013, 2015 e terá a de 2017 organizada pelo Prof . Pablo Muñoz – UDESC

O comitê também dá apoio aos congressos da ABCM, notadamente o COBEM e o

CONEM, e o secretário do comitê se torna coordenador da parte de mecânica dos

sólidos destes eventos, lidando com a revisão dos artigos, etc.

No MecSol em 2017 será renovado o comitê executivo.

 

Breve descrição do MecSol

O comitê de mecânica dos sólidos da ABCM tem organizado, a cada dois anos, uma

edição do International Symposium on Solid Mechanics, MecSol. As edições passadas

ocorreram em São Paulo (2007), Rio de Janeiro (209), Florianópolis (2011), Porto

Alegre (2013) e Belo Horizonte (2015). A próxima será realizada em Joinville (2017).

O MecSol é atualmente o único congresso brasileiro dedicado exclusivamente à área de

Mecânica dos Sólidos. O simpósio almeja reunir especialistas para divulgar e discutir

avanços científicos e tecnológicos neste campo e áreas correlatas.

Os artigos apresentados no MecSol são predominantemente focados em aspectos

fundamentais e aplicados da Mecânica dos Sólidos, seja de âmbito computacional,

teórico ou experimental. Por se tratar de um campo com visível sobreposição em

diversas engenharias, matemática aplicada, ciência dos materiais, análise estrutural e

física aplicada, o MecSol se reveste de grande interdisciplinaridade.

Os artigos apresentados em edições anteriores mostraram uma grande interação entre

diversos campos da Mecânica dos Sólidos, desde problemas clássicos de engenharia

estrutural e mecânica do contínuo, até fratura e fadiga, mecânica dos fluidos,

propagação de ondas, transferência de calor e efeitos térmicos em sólidos, métodos de

otimização, modelagem, topologia estrutural e métodos numéricos diversos.

O formato do congresso tem permitido a realização de seções únicas, conferindo ao

mesmo uma atmosfera muito favorável à interação entre os participantes.

 

Objetivos Gerais (da “Proposta de Criação”):

Além do que estabelecem as normas da ABCM, este comitê tem como objetivos principais:

 

 

Atividades Periódicas Fixas

 

 

Mechanics of Solids in Brazil, MecSol 2007 e 2009

The Solid Mechanics Committee of the Brazilian Association of Mechanical Sciences organized the first (in São Paulo) and the second (in Rio de Janeiro) International Symposium on Solid Mechanics, MecSol 2007.

This is a series of long due conferences and it aims to gather specialists in the field of solid mechanics for an in depth discussion of the many aspects covered by this large branch of science and technology.

The papers have been published in a series of books, freely downloaded in this site.

 

Associados que Participaram da Criação do Comitê em 2004:

Alfredo R. de Faria – ITA/SP – [email protected]
Agenor de Toledo Fleury – USP/SP – [email protected]
Angela Cristina Cardoso de Souza – UFF/RJ – [email protected]
Antonio Lopes Gama – UFF/RJ – [email protected]
Carlos Alberto de Almeida – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Carlos Augusto de Souza – UNB/DF – [email protected]
Cláudio Ruggieri – USP/SP – [email protected]
Clovis Sperb de Barcellos – UFSC/SC – [email protected]
Edgar Nobuo Mamiya – UNB/DF – [email protected]
Edgardo Omar Taroco Aliano – LNCC/RJ – [email protected]
Edson Paulo da Silva – UNB/DF – [email protected]
Eduardo Martins Sampaio – IPRJ-UERJ/RJ – [email protected]
Ernani Sales Palma – UERJ/RJ – [email protected]
Eduardo Alberto Fancello – UFSC/SC – [email protected]
Fernando Alves Rochinha – UFRJ/RJ – [email protected]
Fernando Pereira Duda – UFRJ/RJ – [email protected]
Fulvio Enrico Giacomo Chimisso – FURG/RS – [email protected]
Hans Ingo Weber – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Heraldo Silva da Costa Mattos – UFF/RJ – [email protected]
Ivan Napoleão Bastos – UERJ/RJ – [email protected]
Jaime Tupiassú Pinho de Castro – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Jorge Luiz de Almeida Ferreira – UNB/DF – [email protected]
José Carlos Balthazar – UNB/DF – [email protected]
José Divo Bressan – UDESC/SC – [email protected]
Jose Luiz de França Freire – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Jose Daniel Biasoli de Mello – UFU/MG – [email protected]
José Maria Andrade Barbosa – UFPE/PE – [email protected]
Jose Luis Lopes da Silveira- UFRJ/RJ – [email protected]
Lavinia Maria Sanabio Borges – UFRJ/RJ – [email protected]
Larissa Driemeier – USP/SP – [email protected]
Lineu José Pedroso – UNB/DF – [email protected]
Luciano Mendes Bezerra – UNB/DF – [email protected]
Marcelo Savi – UFRJ/RJ – [email protected]
Marcilio Alves – USP/SP – [email protected]
Marcio Murad – LNCC/RJ – [email protected]
Nestor Alberto Zouain Pereira – UFRJ/RJ – [email protected]
Paulo de Mattos Pimenta – USP/SP – [email protected]
Pedro Manuel Calas Lopes Pacheco – CEFET-RJ – [email protected]
Raul Antonino Feijóo – LNCC/RJ – [email protected]
Raul Rosas e Silva – PUC-Rio/RJ – [email protected]
Roberto Dalledone Machado – PUC-PR – [email protected]
Roberto Firmento de Noronha – UFF/RJ – [email protected]
Sergio Frascino Muller de Almeida – ITA/SP – [email protected]
Sergio Persival Baroncini Proenca – USP/SP – [email protected]
Stella Maris Pires Domingues – UFF/RJ – [email protected]

  •  

    • Promover atividades de pesquisa básica e atividades de graduação e pós-graduação na área de Mecânica dos Sólidos;

       

    • Atuar como instrumento de representação da ABCM perante as instituições nacionais e internacionais congêneres. Procurar, quando possível, estabelecer parcerias com outras associações e entidades nacionais e internacionais que atuem de forma complementar, como a ABM, SOBENA, etc.

       

    • Promover atividades de pesquisa aplicada voltadas para a inovação, desenvolvidas em parceria com empresas públicas e privadas, universidades, centros de pesquisa, governo e entidades;

       

    • Estimular as atividades de inovação, buscando atrair pequenas e médias empresas de base tecnológica para a ABCM, com especial atenção nas empresas incubadas.

       

    • Promover uma aproximação mais orgânica com empresas de setores estratégicos como o de petróleo, energia, naval e offshore, etc.

       

    • Dar apoio às atividades acadêmicas e às pesquisas desenvolvidas dentro desse contexto no País. Este apoio pode se dar da seguinte forma: (I) através da organização de cursos, escolas, seminários e mesas redondas; (II) Através da criação de grupos de trabalho para realizar planejamento estratégico da área no Brasil, com um levantamento da situação atual e a proposição áreas prioritárias, temas de pesquisa e metas a serem atingidas num futuro definido; (III) Através do estímulo à formação de grupos multidisciplinares e multi-institucionais de pesquisa envolvendo empresas públicas e privadas, universidades, centros de pesquisa, governo e entidades, visando encontrar soluções dentro de prazos estabelecidos para os principais gargalos tecnológicos identificados nestes setores estratégicos; (IV) Na discussão sobre mecanismos de financiamento público e privado para estas atividades, como a Lei de Inovação enviada pelo atual governo ao Congresso; (V) Na criação de um banco de competências que permita indicar às empresas grupos de profissionais adequados para dar apoio técnico em projetos específicos;

     

    • Organizar o Mechanics of Solids in Brazil – MECSOL;

       

    • Auxiliar na organização do COBEM
Comitê de Mecatrônica

Sadek C. Absi Alfaro - UnB (Secretário) - [email protected]
José Mauricio Motta - UnB - (2do. Secretário) - [email protected]
Arthur José Vieira Porto - EESC/USP - [email protected]
Emílio Carlso Nelli Silva - USP - [email protected]
Flávio José Lorini - UFRGS - [email protected]
João Carlos Mendes Carvalho - UFU - [email protected]
José Maria Galvez - UFMG - [email protected]
Mauro André Barbosa Cunha - CEFET/RS - [email protected]
Max Suell Dutra - COPPE/UFRJ - [email protected]
Oswaldo Horikawa - USP (Secretário) [email protected]
Paulo Eigi Miyagi - USP - [email protected]
Rogério Rodrigues dos Santos - UFU - [email protected]
Sezimária F.P. Saramago - UFU - [email protected]
Vicente Lopes Jr. - UNESP/FEIS - [email protected]
Victor Juliano De Negri – UFSC - [email protected]

Apoio na organização do Simpósio de Mecatrônica no COBEM2003 ao COBEM2013.
Apoio na edição do 3°, 4º e 5º Volume do ABCM “Symposium Series in Mechatronics”
Discussão de temas relacionados à consolidação da Mecatrônica como área de conhecimento na Engenharia.
Discussão da volta do CA da Mecatrônica no CNPq
Sadek Absi Alfaro – UnB (Secretário) – [email protected]ENM-FT, Campus Universitário Darcy Ribeiro- Universidade de Brasília, 70910-900, Brasília – DF / Telefone: 061 3107 5503 – 061 9218998

Comitê Atual (2015 a 2017)

Apoio na organização do Simpósio de Mecatrônica no COBEM2015.
Apoio e responsabilidade na edição do “ABCM Symposium Series in Mechatronics – Vol. 6” após COBEM 2013.
Discussão a nível nacional de temas relacionados à consolidação da Mecatrônica como área de conhecimento na Engenharia.
Discussão da Área de Eng. Mecatrônica a nível de MEC e CREA
A colaboração da SBC e SBA e possível organização em conjunto de um simpósio, encontro ou congresso em Mecatrônica.
Discussão da volta do CA da Mecatrônica no CNPq
Uma edição especial anual em Mecatrônica no “Journal of the Brazilian Society of Mechanical Sciences and Engineering”. Foi falado com alguns membros da revista sobre esta possibilidade. A ideia inicial é escolher dentro do universo de artigos apresentados na seção de Mecatrônica no Cobem 2015, os artigos para compor a edição especial, seguindo estritamente todos os requerimentos da Revista.

Comitê de Nano e Micro-Fluídica e Microssistemas

Data de Criação: 2010

Comitê Executivo Atual:

Coordenadora – Elaine Maria Cardoso, UNESP/Ilha Solteira/SP – [email protected]
Gherhardt Ribatski, USP-EESC – [email protected]
Carolina Palma Naveira Cotta, COPPE/UFRJ – [email protected]
João Nazareno Nonato Quaresma, UFPA – [email protected]
Enio Pedone Bandarra Filho, UFU – [email protected]
Fernando Fachini Filho, INPE – [email protected]
Daduí C. Guerrieri, CEFET/RJ – [email protected]
Jeziel da Silva Nunes, INPI – [email protected]
José Alberto dos Reis Parise,PUC-Rio – [email protected]
Leandro Alcoforado Sphaier, UFF – [email protected]
Luiz Otávio Saraiva Ferreira, FEM/UNICAMP – [email protected]
Júlio César Passos ,UFSC – [email protected]

Comitê de Quantificação de Incertezas e Modelagem Estocástica

Histórico: A proposta de Comitê de Incertezas e Modelagem Estocástica foi formulada na PUC-Rio durante um Seminário do mesmo nome realizado de 4 a 8 de agosto de 2008 no âmbito de um projeto do programa Pró-Engenharias da CAPES. Nesta proposta são apresentados a composição do comitê organizador, os objetivos, a justificativa e as metas para os primeiros dois anos.

Data de Criação: 2008

Comitê Executivo Atual:

Rubens Sampaio (secretário) – PUC-Rio – [email protected]
André Teófilo Beck -EESC-USP – [email protected]
José Roberto de França Arruda – UNICAMP – [email protected]
Domingos Alves Rade – ITA - [email protected]
Marcelo Areias Trindade – EESC-USP – [email protected]
Fernando Alves Rochinha- UFRJ – [email protected]
Alberto C. G. C. Diniz – UnB – [email protected]
Eduardo Souza de Cursi – INSA de Rouen – [email protected]
Thiago Ritto – UFRJ – [email protected]
Antônio Marcos Gonçalves de Lima – UFU – [email protected]
Marcelo Tulio Piovan – Universidad Tecnologica de Bahia Blanca, Argentina – [email protected] 
Adriano Todorovic Fabro - UnB - [email protected]
Roberta de Queiroz Lima -PUC-Rio - [email protected]
 

Rubens Sampaio (secretário) [email protected]
Professor Titular da PUC-Rio
Departamento de Engenharia Mecânica
Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea
Rio de Janeiro – RJ, 22453-900
Tel: (021) 3527 1172
Fax: (021) 3527 1165
E-mail: [email protected]

 

Principais atividades:

Organização do Simpósio de Uncertainty Qualtification and Stochastic Modeling no COBEM2009, do Simpósio Stochastic Modeling and Uncertainty Quantification no CILAMCE 2009, Mini-simpósio Stochastic Moldeing and Uncertainties in Solid Mechanics no PACAM 2010 e uma conferência convidada sobre o tema no DINAME 2009 .

Realização de quatro eventos na PUC-Rio no âmbito de um programa Pró-Engenharias da CAPES (vide figura).

 

Objetivos

O Comitê terá por objetivo desenvolver, no Brasil, de forma sistemática, a área de Dinâmica e Controle Estocásticos enfatizando a quantificação de incertezas e, assim, disseminando novas ferramentas robustas de análise e de projeto. O contexto será principalmente o de estruturas flexíveis, que encontra aplicações, entre outras, em veículos automotores, aeronaves e estruturas off shore. Na dinâmica de um sistema as incertezas aparecem de várias maneiras distintas: devido às condições externas (condições ambientais, por exemplo), através de incertezas nos parâmetros que caracterizam o sistema (variações de propriedades de materiais e de geometria), através de incertezas no modelo (limitações das teorias utilizadas para desenvolvê-los) e incertezas de observação (sensores têm limitações e montagens experimentais têm influência sobre o comportamento dinâmico). Há incertezas redutíveis e não redutíveis. A modelagem da incerteza usando métodos como a máxima entropia, a discretização de campos estocásticos com a decomposição de Karhunnen-Loève e Polinômios de Caos e os solvers estocásticos intrusivos e não intrusivos (Monte Carlo, Polinômios de Caos, etc.) são temas ligados aos métodos estocásticos que podem contribuir para o estudo de modelos mais próximos da realidade e que expliquem a variabilidade encontrada em exemplares de um produto nominalmente igual.

 

Justificativa

Uma melhor interação da comunidade científica nacional é uma condição necessária para assegurar o desenvolvimento mais rápido e harmonioso do país. Esse sempre foi um dos anseios da comunidade científica brasileira e já acontece em outros países. A economia mundial oferece hoje uma janela de oportunidades para a engenharia brasileira. A pesquisa e desenvolvimento nas empresas se tornaram caros nos países desenvolvidos e ainda é incipiente nos países emergentes que vêm dominando a produção de produtos de massa, como é o caso da China e Índia. Isso dá a oportunidade para que países como o Brasil, com estágios de desenvolvimento intermediário, de assumir a função de pesquisa, desenvolvimento e inovação em áreas tradicionais da indústria, tais como a automobilística, a de petróleo, a aeronáutica e a de produtos eletrodomésticos. Entretanto, para aproveitar a oportunidade, precisamos de grande número de engenheiros com sólida formação em física matemática e processos estocásticos. Como nas últimas décadas a indústria contratou e valorizou mais os engenheiros com perfil de gestores, não houve incentivo para que os alunos de engenharia se dedicassem às disciplinas com maior aprofundamento teórico. Por isso temos hoje urgência na formação de profissionais com este perfil. Isso pode ser feito mais rapidamente na pós-graduação, mas também nos programas de iniciação científica. A criação de um comitê científico na área de incertezas e mecânica estocástica pode acelerar o processo de formação de massa crítica mais consistente na área.

Como já é bem sabido, a formação típica do estudante brasileiro é inadequada, como mostram bem os resultados do PISA. O reflexo dessa inadequação nas universidades é dramático, pois compromete o nível dos cursos. Por outro lado, com a globalização crescente, com os desenvolvimentos tecnológicos com base em conceitos cada vez mais abstratos e necessitando de conhecimentos de Física e Matemática que não são dominados pelos nossos engenheiros (física quântica para aplicações em nano-tecnologia, por exemplo), é necessário formar melhor os nossos engenheiros para que possam competir, sem desvantagens, no mercado internacional e, principalmente, desenvolverem produtos que venham a enriquecer o Brasil, tal como já aconteceu nos países que participaram das revoluções industriais, começando com a Inglaterra no século XVIII.

O objetivo do comitê será de motivar os estudantes a se capacitarem, mostrando, através de seminários, cursos, produção de material didático, intercâmbios e orientação efetiva, quais são os problemas de interesse tecnológico e dando ferramentas para que eles possam resolvê-los.

Os maiores esforços serão, portanto, empregados na organização de seminários, organização de mini-cursos com professores visitantes e locais e intercâmbio de estudantes. Além disso, serão promovidos estudos do tipo “Round Robin”.

 

Metas para os dois primeiros anos

Composição do comitê organizador

Rubens Sampaio
Professor Titular da PUC-Rio
Departamento de Engenharia Mecânica
Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea
Rio de Janeiro – RJ, 22453-900
Tel: (021) 3527 1172
Fax: (021) 3527 1165
E-mail: [email protected]
URL: http://www.mec.puc-rio.br/prof/rsampaio/rsampaio.html
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/2516946694670146

José Roberto de França Arruda
Dr., Professor Titular
Universidade Estadual de Campinas – Faculdade de Engenharia Mecânica
CEP 13083-860 – Campinas – SP Telefone: (019) 3521.3194
Endereço eletrônico: [email protected]www.fem.unicamp.br/ lva
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/6455016117484785

Domingos Alves Rade
Professor
Aeronautics Institute of Technology
Division of Mechanical Engineering
Praça Mal. Eduardo Gomes, nº 50.
12228-900 - São José dos Campos - SP - Brazil
Tel: +55 (12) 39 47 58 63
Cel: +55 (12) 9 82 64 70 01
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/3356131637634546 
URL: http://www.ita.br/~domingos

Marcelo Areias Trindade
Dr., Professor Doutor
Universidade de São Paulo Escola de Engenharia de São Carlos Departamento de Engenharia
Mecânica CEP 13566-590 – São Carlos – SP
Telefone: (016) 3373 9400, Fax: (016) 3373 9402
Endereço eletrônico: [email protected]www.eesc.usp.br/labdin
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/0419443097971251

Fernando Alves Rochinha
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia, Programa de Engenharia Mecânica. Centro de Tecnologia – G204
Ilha do Fundao
21945-970 – Rio de Janeiro, RJ – Brasil
Telefone: (21) 25628384
Endereço eletrônico: [email protected]
CV Lattes http://lattes.cnpq.br/5219013163859829

Alberto C. G. C. Diniz
Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Mecânica.
Campus Universitário Prof. Darcy Ribeiro -GLEBA ‘A’Bloco’F’-Faculdade de Tecnologia
Asa Norte
70910-900 – BRASILIA, DF – Brasil
Telefone: (61) 33071643 Fax: (61) 33072314
URL da Homepage: http://www.unb.br/ft/enm/
Endereço eletrônico: [email protected]
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/6397895794753639

Eduardo Souza de Cursi
INSA de Rouen, França
Téléphone
(33)02.32.95.97.50
Avenue de l’Université
Campus Du Madrillet 76801 BP 08
Saint Etienne du Rouvray CEDEX
Endereço eletrônico: [email protected]
CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/2048046353476868

André Teófilo Beck
Dr., Professor Doutor
Universidade de São Paulo
Escola de Engenharia de São Carlos
Depto. de Engenharia de Estruturas
Av. Trabalhador Sancarlense, 400
13566-590 São Carlos, SP
Fone 16 3373 9460
Fax 16 3373 9482
e-mail: [email protected]
URL: http://www.set.eesc.usp.br/public/pessoas/professor.php?id=3
CV-LATTES: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4790835Y8

    • Organização de seminários: Organizar um mínimo de dois seminários anualmente, sendo um seminário e uma sessão técnica num evento científico, preferencialmente da ABCM.
    • Literatura especializada: Organizar pelo menos três mini-cursos e um livro sobre quantificação de incertezas e disponibilizá-los para a comunidade.
    • Organização de um estudo do tipo “Round Robin” na área de quantificação de incertezas em dinâmica de estruturas.
    • Criação de disciplinas: Propor novas disciplinas regulares nos programas de pós-graduação voltadas para o tema do projeto.
Comitê de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação

Área: Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação

Data de Criação: 2001

Organização de Evento Específico na Área:

Comitê Executivo Atual/ Mandato: 11/2008 a 11/2011

Enio Pedone Bandarra Filho (Secretário) – UFU – [email protected]
Gerhardt Ribatski (EESC/USP)
João Manoel Dias Pimenta (UnB)
José Alberto dos Reis Parise (PUC-Rio)
José Roberto Simões Moreira (USP)
Luiz Machado (UFMG)
Nísio de C. L. Brum (UFRJ)

Secretário: Enio Pedone Bandarra Filho
e-mail: [email protected]
Tels: (34) 32394022 e (34) 9944335
FEMEC – UFU

 

Principais Atividades:

- Participação de forma efetiva a organização dos eventos regulares da ABCM, principalmente no que se refere ao gerenciamento do processo de revisão técnica dos artigos.

- Selecionar e Organizar os melhores artigos publicados nos eventos regulares da ABCM, relacionados ao comitê para publicação num Symposium Series.

- Apoio a eventos não regulares da ABCM, como MERCOFRIO e CONBRAVA.

- Apoio a atividades do Ministério do Meio Ambiente na questão de Difusão de conhecimento em relação aos fluidos refrigerantes alternativos e naturais.

- Apoio a 1a. Escola de Nanofluidos que será realizada no ENCIT 2010.

Comitê de Reologia e Mecânica dos Fluidos Não-Newtonianos

Área: Reologia e Mecânica dos Fluidos Não-Newtonianos

Data de Criação: 2001

Mandato: 2012-2014

Organização de Evento Específico na Área: BCR – Brazilian Conference on Rheology

Comitê Executivo Atual:

Roney Thompson (UFF) – Secretário [email protected]
José Karam F. (LNCC) [email protected]
Monica Naccache (PUC-Rio) [email protected]
Sérgio Frey (UFRGS) [email protected]
Maria Laura M Costa (UFF) [email protected]
Murilo Tomé (USP-São Carlos) [email protected]
Paulo Roberto S. Mendes (PUC-Rio) [email protected]
Edson Soares (UFES) [email protected]

Principais atividades:

Organização de Eventos:

EBMFNN – Encontro Brasileiro de Mecânica dos Fluidos Não Newtonianos

Outros eventos: Organização do III Brazilian Conference on Rheology em 2006.

    • Está sendo organizado o simpósio de Mecanica dos Fluidos e Reologia do COBEM2013 e o VI-Brazilian Conference on Rheology.
    • Organização do simpósio de Reologia e Fluidos Não Newtonianos do ENCIT2012.
    • Organização do Workshop internacional, no Rio de Janeiro, em 2011, chamado Viscoplastic Fluids: From theory to applications.
    • Organizacao do simposio de Mecanica dos Fluidos e Reologia do COBEM2009.
    • Reuniao do comite de Reologia e Fluidos Nao Newtonianos no COBEM2009.
    • Organizacao do Brazilian Conference on Rheology 2010, realizado de 14 a 16 de julho de 2010, Rio de Janeiro. http://web.me.com/mnaccache/VBCR/Home.html.
    • Reuniao do comite de Reologia e Fluidos Nao Newtonianos no V-BCR2010.
    • Organizacao do simposio de Reologia e Fluidos Nao Newtonianos do ENCIT2010.
Comitê de Reologia e Mecânica dos Fluidos Não-Newtonianos

Área: Tubulações e Vasos de Pressão

Data de Criação: 1988

Organização de Evento Específico na Área:

 

Comitê Executivo Atual:

José Luiz de França Freire (Secretário), PUC-Rio – [email protected]
Tito Luiz da Silveira, TSEC – [email protected]
Sidney Stuckenbruk, Olympus Software – [email protected]

 

Histórico:

O Comitê de Tubulações e Vasos de Pressão é um dos mais antigos e tradicionais da ABCM, com forte atuação junto às comunidades acadêmica e industrial, no Brasil e no exterior, objetivando contribuir para o desenvolvimento, da área de tubulações vasos de pressão no que se refere às atividade ensino, pesquisa, projeto, fabricação, inspeção, manutenção e operação.

O CTVP – Comitê de Tubulações e Vasos de Pressão da ABCM, nucleado a partir do SIBRAT – Simpósio Brasileiro e Tubulações e Vasos de Pressão, funcionou intensamente até meados dos anos 90. Vários eventos marcantes foram organizados pelo CTVP além da série SIBRAT, com destaque para:

Outro destaque do CTVP foi ter tido parte ativa na constituição do PROMAI – Proyeto Multinacional de Evaluación de Integridad y Extensión de Vida de Equipos Industriales (1992, Minas, Uruguai), que veio a secretariar em sua fase inicial de operação. Esse projeto, ainda hoje ativo, é agora secretariado pela ABENDI – Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção e congrega instituições do Brasil, Argentina, Uruguai, Colômbia e Chile.

Na segunda metade da década de 90, o CTVP, até então fortemente apoiado pela indústria, perdeu força e entrou em estado letárgico.

Diferente do que ocorria na década de 90, o País atravessa agora um ciclo de elevadíssimos investimentos nas áreas de petróleo e gás, biocombustíveis, energia, siderurgia, celulose, mineração e por diante. Nesse contexto, a ABCM decidiu reviver o CTVP. O propósito é proporcionar para a comunidade interna e externa à ABCM um foro que reúna a inteligência do País que, na academia e na indústria, se encontre envolvida com questões relativas a tubulações e vasos de pressão.

 

Objetivos:

Os Objetivos imediatos do CTVP são:

 

 

Outras Atividades:

 

    • SIBRAT – Simpósio Brasileiro sobre Tubulações e Vasos de Pressão
    • IEV – Conferência internacional sobre Avaliação de Integridade e Extensão de vida de Equipamentos Industriais
    • PREV – Conferência Internacional sobre Prevenção de Perdas em Equipamentos e Sistemas Industriais
    • COTEQ – Conferência sobre Tecnologia de Equipamentos

     

     

     

     

     

    • ACETE – Encontro sobre Análise de Componentes Estruturais em Temperaturas Elevadas (1983, Rio de Janeiro);
    • SIAT – Seminário Internacional sobre Integridade de Equipamentos que Operam em Altas Temperaturas (1989, Nova Friburgo, RJ);
    • ICV – Simpósio Nacional sobre Integridade Estrutural (1991, Nova Friburgo, RJ);
    • IEV – Conferência Internacional sobre Avaliação de Integridade e Extensão de Vida de Equipamentos Industriais (1993, Pouso Alto, MG). Esse evento foi o primeiro de uma série que perdura, posto que, através do IEV, o CTVP foi um dos organismos responsáveis pela instalação da série de eventos COTEQ da qual a 11ª edição ocorrerá em maio de 2011 em Pernambuco;
    • Além de eventos, foram também produzidos diversos documentos, dentre eles a Prática Recomendada ABCM/CTVP-PR001-92: Recomendação Geral para Inspeção de Equipamentos e Instalações que Operam em Temperaturas Elevadas.
    • Promover o SIBRAT 2011, integrado à COTEQ 2011 (maio 2011, Pernambuco);
    • Organizar o Fórum Desafios da Indústria Brasileira de Tubulações e Vasos de Pressão 2010-2020 (agosto 2010, Rio de Janeiro);
    • Constituir um grupo de especialistas da academia e da indústria que defina necessidades, prioridades e que proponha soluções de natureza tecnológica em continuidade à discussão estabelecida a partir do Fórum.
    • Fórum Desafios da Indústria Brasileira de Tubulações e Vasos de Pressão
      Data: 23/08/2010
      Local: IBP
      Clique aqui para baixar o relatório.