LOGIN / Acesse o sistema

Esqueceu sua senha? Redefina aqui.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

REDEFINIR SENHA

Insira o endereço de email associado à sua conta que enviaremos um link de redefinição de senha para você.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

Notícias

11 JUL 2020 ‹ VOLTAR

FURG e Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas firmam parceria

Dentre as ações de combate à disseminação do novo coronavírus desenvolvidas pela frente tecnológica iTecCorona, a redução de contaminação dos trabalhadores da saúde recebe atenção destacada. Assim, uma parceria firmada entre a Escola de Engenharia (EE) da FURG e a Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas (ABCM) vem proporcionando a confecção do equipamento de proteção individual (EPI) do tipo face shield.

De acordo com o coordenador do projeto de extensão, Gustavo Dias, a sinalização da ABCM para a submissão de um projeto potencializou a expansão da produção para outras entidades. “Promover ações que busquem amenizar o risco de contaminação aos profissionais da linha de frente amplia a capacidade de atendimento aos habitantes dos municípios, evitando a remoção aos centros hospitalares de referência”, afirma o docente.

Já foram produzidas 250 unidades, distribuídas para as secretarias de saúde de Rio Grande, São Lourenço do Sul e Morro Redondo. Ao total, está prevista a confecção de 630 equipamentos que serão destinados às secretarias de municípios das regiões 21 e 22 (Pelotas e Bagé).

Confecção e demanda

A Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas fomentou a compra dos insumos para a produção, que está sendo realizada na residência do coordenador do projeto. A montagem e distribuição das face shields acontece no Oceantec – Parque Tecnológico da FURG.

O professor Gustavo esclarece que, para evitar solicitações ambíguas, foi estabelecido um fluxo junto ao Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems/RS). Assim, as demandas e mediações são realizadas pelo Cosems/RS.

Após o atendimento das secretarias nas cidades em que a FURG possui campus, o docente salienta que estão sendo priorizados os menores municípios, que geralmente não possuem hospitais. “Na minha opinião o que temos hoje é uma estratégia que investe nos municípios e hospitais de referência. Estou buscando, dentro das nossas limitações, complementar essa estratégia com uma abordagem inversa: reduzindo também a contaminação dos profissionais naqueles municípios menores”, explica Gustavo. 

Parceria entre Escola de Engenharia e Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas produz máscaras face shield para secretarias de saúde de municípios da região