LOGIN / Acesse o sistema

Esqueceu sua senha? Redefina aqui.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

REDEFINIR SENHA

Insira o endereço de email associado à sua conta que enviaremos um link de redefinição de senha para você.

Ainda não possui uma conta? Cadastre-se aqui!

ABCM Conheça os candidatos

Conheça os candidatos

  • Chapa gestão ABCM 2019-2021 Presidente Prof. Gherhardt Ribatski

    Programa de Gestão da Chapa que se candidata à Diretoria da ABCM, biênio 2019-2021

    A atual Diretoria da ABCM (biênio 2018-2019) apresenta sua candidatura para um segundo mandato e, com esta finalidade, apresenta este Programa de Gestão, que se baseia precipuamente nos objetivos estabelecidos pelo Art. 2º do Estatuto da ABCM, segundo o qual nossa Associação “tem por finalidade congregar pessoas físicas e jurídicas, com interesse no desenvolvimento da Engenharia e das Ciências Mecânicas para: a) Contribuir para o desenvolvimento da Engenharia e Ciências Mecânicas no Brasil; b) Promover a pesquisa, intercâmbio e difusão do conhecimento na sua área de atuação; c) Estimular um efetivo intercâmbio entre as Universidades, Centros de Pesquisa e a Indústria, no sentido de contribuir para o desenvolvimento; d) Estimular a divulgação do conhecimento em Engenharia e Ciências Mecânicas através da publicação de livros, textos, monografias, revistas e demais meios de comunicação; e) Promover o intercâmbio com Institutos e Associações Técnico-Científicas correlatas, do país e do exterior; f) Promover o conhecimento da Engenharia e das Ciências Mecânicas através de Congressos, Simpósios, Conferências, Cursos e Reuniões Técnico-Científicas; g) Realizar, pelo menos a cada dois anos, um congresso de Engenharia Mecânica de abrangência nacional.”

    Durante os dois anos em que estivemos à frente da Diretoria da Associação buscamos dar sequência ao trabalho realizado pelas diretorias precedentes, alcançar os objetivos traçados em nosso programa de gestão para o biênio 2018-2019 e inovar por meio do planejamento e execução de medidas que promovam o fortalecimento da Associação em sua atuação junto a seus associados, instituições parceiras e órgãos públicos e privados ligados à ciência, tecnologia e educação superior do Brasil.

    Neste período foi lançado o Programa de Bolsas de Iniciação Científica da ABCM que, em sua primeira edição, contemplou cinco alunos de graduação de instituições localizadas em diferentes regiões do país. Além disso, deuse ênfase ao aperfeiçoamento e atualização contínua do portal da ABCM na internet, à visibilidade da Associação em redes sociais e ao encaminhamento sistemático de informes aos associados e à comunidade envolvida com a Engenharia e Ciências Mecânicas.

    Pela primeira vez, foi realizada reunião presencial da Diretoria com os Secretários Executivos dos comitês técnicos, visando identificar dificuldades existentes e implementar medidas para sanar estas dificuldades, notadamente por meio do fomento à atuação dos comitês junto à Diretoria e aos associados. Em seu primeiro mandato, a Diretoria da ABCM atuou proativamente na definição de políticas públicas fazendo-se presente nas discussões sobre os novos critérios para Avaliação Quadrienal dos Programas de Pós‐Graduação da área de Engenharias III da CAPES, e participando, junto ao Ministério da Economia, do Conselho Gestor e dos Grupos de Trabalho do programa Rota 2030 - Mobilidade e Logística.

    A Diretoria buscou acentuar a internacionalização da Associação por meio do apoio e realização de eventos conjuntos com Associações estrangeiras, destacando-se os seguintes eventos: 31st Congress of the International Council of the Aeronautical Sciences, 9th International Symposium on Turbulence, Heat and Mass Transfer, 10th IFToMM International Conference on Rotordynamics, 10th International Conference on Multiphase Flow e a ASME E-FEST.

    Foi instituído o Prêmio Prof. Leonardo Goldstein Jr., destinado a premiar docentes e pesquisadores por notáveis contribuições para o desenvolvimento da engenharia e ciências mecânicas no Brasil. Na primeira edição, o laureado receberá o Prêmio durante o COBEM 2019, em Uberlândia.

    Iniciativas buscando o engajamento efetivo dos membros mais jovens encontram-se em execução, como o fomento ao Capítulo ABCM Jovem, a promoção de competições da modalidade “desafio” nos eventos da ABCM, nas quais alunos de pós-graduação e graduação propõem soluções para problemas tecnológicos apresentados por empresas patrocinadoras, e a proposição, na próxima Assembleia Geral da Associação, da mudança no Estatuto de forma a incluir um Conselheiro representante dos membros estudantes.

    Assegurada situação financeira sólida da Associação, e após consulta ao Conselho Deliberativo, a Diretoria executou processo de aquisição de sala comercial no centro do Rio de Janeiro, com área de 180m2 , onde será instalada a sede própria. Busca-se, assim, reforçar a identidade da ABCM e consolidar seu patrimônio atrelado ao mercado de imóveis, que constituirse-á em segurança adicional para a Associação no caso de inversão prolongada dos resultados financeiros positivos observados nos últimos anos.

    Com base nos resultados descritos, e buscando dar sequência às ações já iniciadas, a Diretoria atual apresenta as ações a seguir em seu segundo mandato:

    Dar-se-á continuidade à política de fortalecimento dos comitês técnicos e do Conselho da ABCM, e busca de maior interação dos associados por meio, inicialmente, da realização de pesquisa de opinião e recadastramento dos associados da ABCM, com a atualização da composição dos comitês técnicos. Em uma etapa posterior pretende-se atualizar as Normas para a Criação e Operação dos Comitês Técnicos e criar áreas no Portal ABCM administradas pelos comitês técnicos, que facilitem a interlocução entre os secretários e respectivos membros.

    Manteremos a busca em contribuir com o desenvolvimento de políticas públicas que visem o progresso científico-tecnológico e socioeconômico do Brasil por meio da interlocução junto a órgãos governamentais responsáveis pela política de ciência e tecnologia e de educação superior, associações de classe afeitas às áreas de atuação da ABCM e outras associações científicas a ela assemelhadas. Acreditamos que a consecução destes objetivos deva ser buscada por meio de forte atuação dos comitês técnicos, com marcante participação do Conselho e todos os associados.

    Continuaremos o aprimoramento e a expansão do portal na internet e do Aplicativo ABCM. O portal deverá servir como uma fonte de informações aos associados, disponibilizando palestras e minicursos gravados em vídeo, anúncios de oportunidades (bolsas e empregos), além de notícias e manifestações de natureza técnico-científica. Espera-se aperfeiçoar o sistema informatizado de gestão de eventos, buscando a uniformização dos procedimentos organizacionais dos eventos científicos da ABCM, além da redução de custos e da carga de trabalho das comissões organizadoras.

    Apoiaremos os novos Editores Chefes do Journal of the Brazilian Society of Mechanical Sciences and Engineering e sua equipe de Editores Associados no sentido de aumentar a visibilidade do periódico e sua difusão no seio da Comunidade, por meio da melhoria contínua de seus indicadores (fator de impacto e classificação no Qualis/CAPES) e redução do tempo médio requerido para publicação de artigos.

    Reconhecemos que os eventos ABCM têm perdido o interesse de uma parcela dos associados. Desta forma, buscando reverter tal cenário, atenção especial será dada à modernização na formatação dos eventos, com base em consultas à comunidade, de forma que estes possam ser atrativos a pesquisadores jovens e seniores. Acredita-se que iniciativas, tais como mesas redondas de caráter técnico-científico e/ou de política de C&T&I, competições modalidade “desafios” para alunos de pós-graduação e o Prêmio Prof. Leonardo Goldstein Jr., possam ser eficazes neste sentido.

    Submeteremos à aprovação da Assembleia Geral da ABCM a transferência de sua sede para o imóvel adquirido para esta finalidade. Assim, daremos continuidade ao processo de estabelecimento da nova sede, incluindo espaço para atividades dos funcionários, reuniões da Diretoria, além de sala para realização de reuniões com maior número de participantes, e que poderá ser utilizada no oferecimento de cursos promovidos pela Associação por meio de seus associados.

    Ao finalizar, a Diretoria Gestão 2018-2019 agradece aos membros do Conselho, Secretários e Membros de Comitês Técnicos, Editores-Chefes e Associados de nossos periódicos, organizadores de eventos e toda comunidade ABCM que contribuíram para o fortalecimento da nossa Associação e possibilitaram que os resultados relatados fossem alcançados. Gostaríamos também de expressar que, caso sejamos reconduzidos, esperamos contar com o apoio de todos novamente para que os compromissos assumidos neste programa sejam alcançados, e, assim, possamos continuar contribuindo para a progresso da Engenharia e Ciências Mecânicas no Brasil, ampliando a valorização e reconhecimento da ABCM nos cenários nacional e internacional.

     

    Rio de Janeiro, julho de 2019

    Presidente Prof. Gherhardt Ribatski

    EESC-USP Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo
    Perfil do Candidato e Currículo Lattes ›

    Vice-Presidente Prof. Luís Mauro Moura

    PUC-PR Pontifícia Universidade Católica do Paraná
    Perfil do Candidato e Currículo Lattes ›

    Diretor Tesoureiro Prof. Gustavo Rabello dos Anjos

    UERJ Universidade do Estado do Rio de Janeiro
    Perfil do Candidato e Currículo Lattes ›

    Diretor Técnico-Cientifico Prof. Domingos Alves Rade

    ITA Instituto Tecnológico de Aeronáutica
    Perfil do Candidato e Currículo Lattes ›

    Diretor Secretário Prof. Leonardo Santos de Brito Alves

    UFF Universidade Federal Fluminense
    Perfil do Candidato e Currículo Lattes ›

CANDIDATOS AO CONSELHO